English (UK)Frenchfr-FRPortuguspt-PTSpanishES

Programa Leonardo da Vinci

Programa Leonardo da Vinci

O programa de aprendizagem ao longo da vida: Educação e oportunidades de formação para todos

O Programa de aprendizagem ao longo da vida da Comissão Europeia permite que as pessoas em todas as fases das suas vidas tomem parte em estimulantes experiências de aprendizagem, bem como ajudar a desenvolver o sector de formação e educação em toda a Europa.

Com um orçamento de cerca de € 7biliões para o período de 2007 e 2013, o programa financia uma série de ações, incluindo intercâmbios, visitas de estudo e atividades em rede. Os Projetos não visam só os estudantes e os alunos, mas também os professores, os formadores e todos os outros envolvidos na educação e na formação.

E

xistem quatro sub-programas que financiam projetos em diferentes níveis de educação e formação:

  • Comenius para as escolas do ensino pré-escolar até secundário;
  • Erasmus para o ensino superior;
  • Leonardo da Vinci para a educação e formação profissional;
  • Grundtvig para a educação de adultos.
  • Outros projetos em áreas que são relevantes para todos os níveis de educação, tais como a aprendizagem de línguas, as tecnologias de informação e comunicação, a cooperação política e disseminação e exploração dos resultados dos projetos são financiados através da componente "transversal" do programa.

    Além disso, o programa inclui ações Jean Monnet que estimulam o ensino, a reflexão e o debate sobre a integração europeia, envolvendo instituições de ensino superior de todo o mundo.


    O Programa Leonardo da Vinci

    O programa Leonardo da Vinci financia projetos práticos no domínio da educação e formação profissional. As iniciativas vão desde oferecer formação profissional individual em contexto de trabalho fora do país a esforços de cooperação em grande escala.

    Este Programa financia tipos diferentes de atividades a escalas variadas. O Programa inclui iniciativas de "mobilidade", permitindo às pessoas estagiar noutro país, projetos de cooperação para a transferência ou desenvolvimento de práticas inovadoras e redes centradas em temas de atualidade para o sector.

    As pessoas aptas a serem beneficiadas pelo programa são desde estagiários em formação profissional inicial, a pessoas que já obtiveram formação superior, bem como profissionais do EFP e qualquer organização ativa neste domínio.

    O programa Leonardo da Vinci permite que as organizações no sector do ensino profissional trabalhem com parceiros de toda a Europa, fazendo intercâmbio de melhores práticas e aumentando a experiência da sua equipe. Isto deve fazer o ensino profissional ficar mais atraente para os jovens e ajudar as pessoas a ganhar novas competências, conhecimentos e qualificações, o programa também estimula a competitividade global do mercado de trabalho europeu.

    Projetos de inovação são a chave para o programa. Têm como objetivo melhorar a qualidade dos sistemas de formação, desenvolvimento e transferência de políticas inovadoras, cursos, métodos de ensino, materiais e procedimentos.

    O programa Leonardo da Vinci financia vários tipos de projetos ("Ações") relacionados com a educação e a formação profissional.

    Mobilidade – as ações "mobilidade" habilitam as pessoas a viajar para o exterior para ter uma experiência de aprendizagem. Existem diversos tipos:

    • Mobilidade de Pessoas para Formação Profissional Inicial (FPI) -podem fazer o estágio relacionado ao trabalho no exterior. Os participantes podem ainda estar na escola ou na faculdade ou em esquemas de formação profissional alternativos (aprendizes).
    • Mobilidade de Pessoas presentes no Mercado de Trabalho (PMT) ações que permitem que as pessoas após a formação profissional ou ensino superior possam ter uma formação ligada ao seu trabalho no estrangeiro, a fim de melhorar o seu potencial de empregabilidade.
    • Mobilidade de Profissionais da Educação e Formação Profissional (PEFP) para troca de experiencia no exterior para melhorar as suas competências e conhecimentos.
    • Certificados de Mobilidade são dadas às organizações que têm demonstrado uma qualidade particular na execução de projetos Leonardo da Vinci de mobilidade (conhecimento, experiência e recursos) e de renome que desenvolveram uma estratégia de internacionalização.
    • Visitas Preparatórias permitem que as pessoas que trabalham no sector do ensino e da formação profissional suportem a deslocação ao exterior para visitar parceiros e planear projetos no âmbito do programa.
  • Parcerias - As organizações que trabalham no ensino e sector da formação de diferentes países europeus podem trabalhar juntos em vários tipos de parcerias de pequena escala. As parcerias devem envolver o lado empresarial.
  • Projetos Multilaterais - São ações de maior escala, com organizações de diferentes países que trabalham em conjunto para desenvolver práticas de trabalho no ensino profissional.
  • “Desenvolvimento de projetos de inovação "melhorar os sistemas de formação através da produção de abordagens inovadoras para a educação e formação profissional, tais como materiais de ensino, cursos e metodologias;
  • "Transferência de Inovação" projetos que ajudam a disseminar os novos e mais promissores desenvolvimentos;
  • Redes temáticas em áreas prioritárias;

  • Projetos multilaterais: Desenvolvimento da inovação

    Os projetos multilaterais para o ‘Desenvolvimento da Inovação' do Programa Leonardo da Vinci são projetos de cooperação transnacional que visam melhorar a qualidade dos sistemas de formação através do desenvolvimento de conteúdos inovadores, métodos e procedimentos no âmbito do ensino e formação profissionais (EFP). Inovação é uma questão de fazer coisas novas ou encontrar novas maneiras de fazer o que nos é familiar. Ao desenvolver projetos de inovação significa que algo inovador é desenvolvido (conteúdos, métodos, procedimentos, etc.) como o resultado final do projeto.

    Propostas para o desenvolvimento da inovação devem responder a uma necessidade de inovação (lacunas nos sistemas ou processos de EFP) que vários países têm em comum e devem levar a soluções novas e, portanto, resultar num benefício claro no EFP a nível europeu.

    O trabalho em equipa de uma diversidade de parceiros europeus irá agrupar diferentes abordagens, levar ao cruzamento de ideias e a criatividade e facilitará o desenvolvimento de novas soluções e know-how. O desenvolvimento de projetos de inovação normalmente despende muito tempo no desenvolvimento, mas também devem prever tempo suficiente para o teste e experimentação. É necessário considerar os direitos de propriedade internacional (DPI) durante o projeto para que haja um acordo entre os parceiros, antes de terminar o projeto. Uma inovação pode vir de qualquer organização que é inovadora.

    Portanto, projetos de desenvolvimento da inovação envolverão necessariamente trabalho de peritos em desenvolvimento. Assim, esses projetos podem ser um veículo para a melhoria da qualidade e a promoção da inovação na formação profissional. Ambos os objetivos devem ser integrados na proposta de tal forma que ferramentas, métodos ou conceitos, e também materiais concretos que são desenvolvidos durante o projeto, podem ser usados em, ou adaptados para, diferentes ambientes.

    Os princípios para a implementação de projetos “ Desenvolvimento da Inovação”, Leonardo da Vinci são:

    O apoio da UE destina-se para a produção de materiais reais, produtos, métodos e abordagens no campo da formação profissional e orientação e não para as atividades de formação em si.

    As propostas devem conter a dimensão inovadora do projeto relacionada com as necessidades dos grupos-alvo ou o problema a ser resolvido.

    O desenvolvimento da inovação pode aplicar-se igualmente a contextos institucionais e a práticas formais, informais ou não-formais, bem como a iniciativas promovidas a nível local, regional ou setorial.

    Deve ser estabelecido a nível europeu o máximo benefício dos resultados obtidos, fazendo uso dos conhecimentos e da experiência de vários organismos europeus e / ou outras organizações ativas e qualificadas nesta área.

    Para dar melhor aproveitamento aos resultados e obter um feedback dos produtos, materiais, abordagens ou métodos a divulgação e exploração dos resultados deve ser parte integrante do programa de trabalho do projeto.

    Na disseminação e exploração de resultados dos projetos, a dimensão Europeia deve ser reforçada fazendo com que a formação profissional e materiais de orientação, produtos, métodos e abordagens, sempre que possível, estejam disponíveis nas línguas de todos os parceiros.

    http://ec.europa.eu/education/leonardo-da-vinci/innovation_en.htm

Formar Project Partners Logos